No buteco da estrada

No buteco da estrada

Sou uma mulher que trepa muito!!
Gozo com tesão, e adoro dar!!!
Cuido do meu corpo, pq gosto de chamar a atenção…
Sou bi, e se o assunto for trepar eu topo!
Morena alta, olhos azuis, corpo bem cuidado, seios naturalmente grandes, bunda grande…
Cabelos longos, pq gosto de dar de 4, e sentir o macho puxando meu cabelo, como uma égua sendo cavalgada!
Numa viagem de férias, com alguns amigos, resolvemos encostar num desses bares de beira de estrada.
Eu, Ana ( loirissima delciosa, que chupa como poucas), Alex ( namorado de Ana, que come um rabo como ninguém, gozo sempre com ele) e Roberto ( meu macho atual, que fode de enloukecer).
Resolvemos ir num carro só, pra poder fazer nossas putarias, trepei muito!
Usavamos poucas roupas, pois era verão, e pra facilitar as fodas.
No buteco sujo, fomos ao banheiro, eu e Ana, estava com mto tesão, e apesar do cansaço, começamos a nos beijar dentro do banheiro, logo ela estava chupando minha xana, eu gozava e gemia alto.
Alex entrou pra ver o que acontecia, e logo ficou de pau duro, mas não participou, só avisou que as pessoas estavam assustadas com tanto gemido…
– Não devem trepar muito por aki – disse ele rindo. – Vamos comer algo, enqto esperamos por vc….
Ana se levantou, chupei-a em retribuição e tesão, e qdo estavamos saindo, vi que um rapaz de uns 19 anos, nos espiava…
Chamei-o, e perguntei se ele keria me fuder!
Ele ficou vermelho!
Era um garoto lindo, grande, forte, e pelo jeito timido…
– Ana, vai lá e avisa o Beto que eu vou demorar um pouco mais…
Ana riu e foi…
Puxei o garoto para perto de mim, e o beijei, seu pau estava duro, nitidamente teso, sem perder tempo, desci até seu pau, e o mordi por cima da bermuda…
Abri o zipper, e qdo saltou para fora akela vara, que era maior que a do meu namo, surtei!
Cai de boca, e o garoto gemia…
– Isso!! vai sua putinha!!
– Continua me xingando, vai! Vc é mto macho, não é?! Kero ver vc ma fazer gozar!!
Chupei a cabeçorra, e tentei engolir toda a pica, mas não consegui, era enorme!
Tirei toda a bermuda, e ele tirou a camiseta, onde pude ver o peito bem definido!
Ligeiramente bronzeado…
– Que gato vc é! Que delicia!
Ele sorria um sorriso enloukecedoramente timido!
Ele me ergueu na bancada da pia, ergueu minha saia, afastou minha calcinha e passou a me chupar, lambia meu grelo como se fosse um doce, com desejo, com fome!!
Metia a lingua lá dentro, lambia meu cu..
– Hum delicia de lingua…. aaaiiiii continua.. isso vai… – gemia eu, enqto apertava a cabeça dele de encontro a minha buceta…
– Que gostosa, hummm que cheiro delicioso! Sua puta, vc é a melhor bisca que eu já chupei!
– Então me fode, e eu vou te provar que sou a melhor piranha que vc já comeu!
Peguei uma camisinha na bolsa( prevenida sempre) e colokei no seu pau enorme e grosso…
Ele me beijou, e me colocou de costas…
Sem pensar duas vezes, meteu tudo até o fundo!
Gozei na primeira estocada dakele pau…
Vi pelo espelho que Roberto me observava, e que da mesa onde ele estava podia me ver bem…
Por baixo da mesa ele tocava seu pau…
Me deu mais tesão ainda,
O garoto socava, puxava meu cabelo, me xingava…
Então eu disse: “não goze!Kero que vc arrombe meu cu!”
O garoto parou imediatamente e começou a lamber e molhar meu cuzinho pra meter…
Então ele começou bem devagar…
Com medo…
– Vc nunca comeu um cu? – perguntei!
– Não, as moças aki não gostam de dar o rabinho! – disse ele com tanto tesão na voz, que mal conseguia pronunciar as palavras…
– Então eu vou te ajudar! – disse eu abrindo o rabo com as mãos, e facilitando a enterrada! – Agora mete e bomba!
Ele meteu e bomboou, estava tão teso que logo gozou, mas eu tb gozei com ele.
cansada, me joguei na pia.
Ele riu, tirou a camisinha, e lavou-se na pia ao lado.
Me beijou deliciosamente, e agradeceu a foda!
Sai do banheiro e ele logo depois, todos ali perceberam o que havia acontecido.
PErcebi os olhos gulosos dos motoristas pra mim… E a inveja do garoto.
Beijei Roberto, que sorriu, e perguntou:
– Foi bom!
Apenas ri, e disse:
– o que vc acha?
Comi algo, e saimos.
Nunca mais vi o garoto, não sei quem era, mas com certeza deve ter sido inesquecível pra ele.