Sexo grupal

Sexo grupal

O sexo grupal ou “sexo com múltiplos indivíduos” (SMI) é um comportamento em que mais de duas pessoas praticam atos sexuais juntas, podendo envolver a cópula vaginal entre um homem e uma mulher e/ou atos libidinosos diversos. Assim descrito, o sexo grupo envolve várias subcategorias como o ménage, o swing[1] e a orgia (também chamada no Brasil de suruba).[2]

Apesar de ser uma prática contrária ao padrão sexual dominante em boa parte do mundo, especialistas afirmam que o desejo de praticá-lo é mais comum que se imagina.[3]

Clube de Swing

Clube de swing

São locais destinados à prática de swing, cujo acesso deveria ser restrito apenas a casais verdadeiros, mas isso nem sempre acontece, devido aos homens que contratam prostitutas para irem em tais locais. Em algumas festas temáticas pode ser permitida a entrada de pessoas sozinhas, de um ou ambos os sexos, para fins de ménage. Os clubes podem ser exclusivos para casais swingers, ou terem outras atividades (boate erótica, por exemplo), reservando um dia da semana para eventos swingers. Alguns dos clubes permitem o acesso a pessoas sozinhas em alguns dias da semana ou em alguns casos em espaços separados.

A maioria dos clubes de swing é dividida em dois espaços: uma boate com música de diversos tipos (gravada ou ao vivo) e um “espaço íntimo”, acessível por uma porta discreta.

A boate: sua estrutura pouco difere de uma boate convencional. Os casais dançam, consomem bebida e petiscos como em qualquer boate. O diferencial está nas brincadeiras eróticas e na apresentação de stripteases masculinos e femininos. Às vezes, também ocorrem performances de casais strippers, ou com objetos eróticos.

Os strippers costumam interagir com a platéia, mas só o fazem se devidamente autorizados pelo casal ou pessoa abordada. No primeiro sinal de desinteresse, se afastam. A pista de dança pode ter queijinhos e mastro para facilitar danças eróticas. Em alguns locais, também há estrutura para sex shop, janela indiscreta, paredão e box transparente com chuveiro para performances com água.

O espaço íntimo: varia conforme a casa de swing, embora camão e darkroom sejam tradicionais. A seguir, uma breve descrição do que é possível encontrar na área íntima de uma casa de swing:

camão ou tatame: cama enorme na qual vários casais praticam sexo simultaneamente. Ao seu redor, é comum a presença de vários casais assistindo e estimulando os demais participantes

darkroom ou jogo do quarto escuro (pt): ambientes sem iluminação, completamente escuro, com poltronas ou sofás nos quais os casais trocam carícias ou mesmo relacionam-se sexualmente. O estímulo desejado é mais auditivo que visual, e permite grande privacidade

aquário: quartos com paredes de vidro nos quais os casais se relacionam a portas fechadas enquanto do lado de fora outros assistem
confessionário: salas com camas ou poltronas individuais, separadas do ambiente externo por treliça. Permitem a quem está de fora assistir a relação sexual
labirinto: sala com pouca iluminação, estruturada na forma de labirinto, cujo objetivo é encontrar a saída. No trajeto, os casais trocam carícias e encontram pequenas surpresas, como confessionários, espalhados pelo ambiente.
cadeira erótica: cadeira especialmente projetada para facilitar grande número de posições sexuais

Fonte: (wikipedia)

Primeira vez em uma Casa de Swing

Uma das das maiores dúvidas dos casais iniciantes no swing é de como proceder e se comportar em uma casa de swing.

Muitos acham que ao chegar em uma casa de swing, logo de cara, irão presenciar uma verdadeira orgia na pista de dança, pessoas transando em cima das mesas e que ninguém é de ninguém. Claro que se fosse dessa forma seria uma visão assustadora para quem está indo pela primeira vez em uma casa do gênero, talvez até para casais liberais já com certa experiência.

sexo-pista-danca-casa-swing

Sexo na Pista de Dança – Casa de Swing

Fiquem tranquilos, pois isso não acontece, nem é permitido, portanto não é algo em que precisam se preocupar e tirar da lista dos desejos. Porém, como a coisa pode rolar e como pode acontecer uma primeira vez que é a questão mais importante.

É sempre bom lembrar que as casas de swing, possuem lugar apropriado para que o sexo aconteça, seja o swing (troca de casais), o menage que é a pratica do sexo a três, até mesmo o sexo grupal. Desta forma como existem ambientes mais privados, não existe a necessidade de tudo acontecer as claras, pois o lado social faz parte do swing também, seja o bate papo, um flerte na pista de dança, beber um drink com amigos, além de fazer novas amizades.

 

sensualidade-pista-danca-casa-swing
Sensualidade na pista de Dança – Casa de Swing

O que vamos tratar aqui neste blog não é regra, nem aplicável a todos os casos, porém pode servir de esclarecimento ou auxílio para casais iniciantes no swing.

By Erotikos

Proibida a utilização parcial ou total de qualquer material deste site, sem autorização dos administradores do site.

Cuckold

Cuckold 

Cuckold vem do inglês cuckoo e faz referência à ave enganada pelo cuco a incubar os seus ovos e criar os seus filhotes. O termo em inglês foi adaptado do seu significado normal, que significa corno. Assim, uma pessoa “cuckold” é aquela que gosta de imaginar, de saber ou de ver, o próprio companheiro tendo prazer com outra pessoa (ou pessoas). Pode ter origem em diferentes interesses passando pelo prazer no ciúme (zelofilia), submissão, humilhação, prazer e medo da traição, voyeurismo.

Casais swingers, nos quais o homem é cuckold, convidam homens a penetrarem a esposa para logo em seguida o marido penetrá-la. Existe também a prática, conhecida como creampie na qual existe a ejaculação de outro homem dentro da mulher e então o cuckold a penetra ou pratica sexo oral, o que tem se tornado cada dia mais raro com a difusão do uso do preservativo, graças à prevenção da difusão da AIDS/SIDA.

( Fonte: Wikipédia )

Swing

Swing

Swing ou troca de casais, é um relacionamento sexual entre dois casais estáveis que praticam sexo grupal como uma atividade recreativa ou social.[1] Existem correntes que consideram o swing quando um casal adiciona um ou mais elementos numa relação sexual.

Tipos de swing

Soft Swing – troca de parceiros com caricias, beijos e sexo oral, não há penetração.

Hard Swing – troca de parceiros com penetração.
Conforme a interação entre os participantes o swing pode ser:

Sexo no mesmo ambiente com bissexualidade (masculino ou feminino)

Sexo no mesmo ambiente com troca de carícias, sexo oral mas sem troca na penetração

Sexo no mesmo ambiente com troca na penetração
Conforme a orientação sexual dos participantes o swing pode ser:

MFFM – swing entre mulheres bissexuais e homens heterossexuais

MFMF – swing entre mulheres e homens heterossexuais

FMMF – swing entre mulheres heterossexuais e homens bissexuais

MMFF – swing entre mulheres e homens bissexuais