Carnaval entre Amigos

Carnaval entre Amigos

Me chamo André 1,75, corpo legal casado com Márcia, morena, cabelos pretos lisos muito gatinha, temos um filho e alguns casais de amigos. O que vou narrar agora é uma história verídica e que mudou nossas vidas, nós somos casados a seis anos e antes de casar namoramos cinco anos, nós transamos muito de todas as posições, mas de forma um pouco tradicional, no carnaval agora de 2011, viajamos eu minha esposa e mais dois casais Pedro e Ana (Pedro, bonito e legal um pouquinho acima do peso e Ana que é muito bonita morena tipo bundão, coxas grossas, seios pequenos e rostinho de adolescente), e Rodrigo e Bárbara (Rodrigo tem 29 anos, alto, tipo militar e Bárbara uma mulher bonita, mais está com um pouquinho fora do peso, com uns peitões muito bonitos) para um chalé do tipo granja, onde tinha piscina, churrasqueira etc, fomos fugir um pouco da folia de Recife. Deixamos nosso filho com os pais de Márcia que ficaram em Recife, mais sem ir pra o tradicional carnaval, conhecemos os dois casais de longa data pois sou contador e tanto o Pedro quanto Rodrigo estudavam na mesma faculdade que eu e saímos diversas vezes juntos mesmo antes de nos casar, então temos bastante intimidade e nossas esposas também uma com as outras. Fomos os primeiros a chegar no chalé no sábado de manhã e escolhemos nosso quarto que ficava com a janela de frente para piscina mais com a cortina o tempo todo fechada, Pedro e Ana chegaram de 12:30 eu já tinha colocado a cerveja pra gelar e estava preparando churrasco e Márcia cortava verduras para o vinagrete eles escolheram um dos quartos que davam vista para o estacionamento colocaram roupa de banho e vieram para a área de lazer, Rodrigo e Bárbara chegaram de 16:00 e o papo já estava bom todos na piscina e tomando cerveja, também trocaram de roupa e vieram para a piscina o papo já rolava solto homens na churrasqueira e mulheres dentro da piscina, foi quando a Bárbara que estava com vergonha de seu corpo (porque estava um pouquinho cheinha) se levantou para ir ao banheiro com um biquinizinho com um decote bem generoso, que dava pra ver um pouco dos seus seios fartos, na mesma hora seu marido para levantar a sua moral começou a assoviar e gritar gostosa, e ele ficou bem sem graça pedindo sua canga, eu e Pedro um pouco tontos já por causa da bebida, dissemos a Rodrigo que besteira da Bárbara de ficar com vergonha com todo respeito ela está muito bonita e muito gostosa, ela ficou com mais vergonha ainda, nisso o Rodrigo vai lá e dá uma beijão de cinema em sua mulher e arranca a canga dela para ela ficar mais a vontade, o que aumentou o clima de todos, depois disso peguei minha esposa e inventei uma desculpa qualquer para chamá-la para o nosso quarto, quando chegamos no nosso quarto começamos a nos amassar e Márcia teve a idéia de olhar pela janela/cortina para ver o que eles estavam fazendo, foi aí que Rodrigo chamou Bárbara também para o quarto deles e ficou só Pedro e Ana pensando que ninguém os observava, apagaram a luz da área de lazer e ficaram se beijando na piscina, só que deixaram a churrasqueira queimando e as chamas da churrasqueira iluminava os dois na piscina, que começaram a se amassar o que deixou Márcia doidinha de tesão, olhando ela segurou na minha pica com tanta força que fiquei com a mistura de dor e tesão e já um pouco alta por causa da bebida me pediu pra come-la de quatro enquanto olhava a amiga sendo bolinada pelo marido, Pedro afastou um pouco a parte de cima do biquíni de Ana e começou a chupar seus pequenos seios e afastou de lado sua calcinha e deu para ver encaixando sua piroca na buceta de sua esposa dando estocadas até gozarem, eu metia cada vez mais forte na xoxota da minha esposa com muito tesão na cena que estava vendo e ela gritava muito olhando para o nossos amigos ali transando na nossa frente e sem saber que estavam sendo vistos, foi muito gostoso nossa transa, depois do sexo deitamos juntos e começamos a conversar meio envergonhados com a situação mais ainda muito excitados, e ela me perguntou:

– você ficou doido com o que viu, gozou como nunca.

– E você também ficou muito excitada, imaginou ficando no lugar da Ana?

– Não você é que ficou excitado imaginando chupando os peitos bem durinhos da Ana.

E começamos a rir nos dois bem excitados e nos beijamos, e começamos a transar loucamente de novo, mais excitados ainda, nunca tinha tocado nesse tipo de assunto com minha mulher mais resolvi deixar rolar.

No sábado de manhã acordamos por volta das 10:00 hs e fomos para uma lagoa perto da granja, tinha muitas pessoas na lagoa, tomamos um banho pra tirar a ressaca e voltamos para a granja para preparar o almoço e começar de novo o churrasco, foi passando o dia e ninguém todos conversávamos sobre todos os assuntos menos sexo, parece que foi combinado que só tocaria nesse assunto mais tarde depois de todos começarem a beber e ficar mais a vontade, lá pertinho de anoitecer começamos a falar sobre Bárbara que sempre foi a mais envergonhada de todas e ela falou:

– Realmente sou muito envergonhada, quem não tem vergonha é a Márcia pois ontem escutei os gemidos altíssimos dela no quarto ao lado meu marido ficou louco quase acaba comigo.

Nisso todo mundo riu muito e a Márcia ficou vermelha e falou:

– Também com o show ao vivo que Pedro deu ontem na piscina com a Ana quase que o André me rachava no meio, foi a pimenta do tempero ontem, André quase delirava olhando para os peitos da Ana.

Nisso todo mundo caiu na gargalhada de novo, e o clima ia esquentando. Ai Pedro retrucou:

– Nessa eu sai perdendo vocês me viram transar, viram os peitinhos da Ana e eu não vi nada, queria ver vocês transando também e para ficar justo ver os peitos da Márcia.

Eu aproveitei a situação e falei, é realmente seria justo, para surpresa inclusive da Márcia.

Nisso Rodrigo entra na conversa:

– E eu, também não vou ver nada não? Vão nos deixar de fora?

E Bárbara completa:

– Ontem vocês já olharam muito para mim, foi o dia das mulheres hoje é o dia dos homens.

Foi quando Rodrigo que estava um bem quente mergulhou na piscina tirou a sunga e começou a balançar no dedo, as mulheres imediatamente olharam para a parte de baixo da água querendo ver alguma coisa, o que não dava para ver muito bem pois a água não era muito limpa, todas elas começaram a dizer que eu e o Pedro também deveríamos pular, que não era justo, etc.

– Fui o primeiro a pular e tirar também o meu short com a cueca e jogar para fora da piscina, e em seguida o Pedro fez o mesmo. As esposas do lado de fora estavam conversando entre elas mais os olhares disfarçados eram intensos querendo ver nossas partes íntimas.

– Foi quando Bárbara teve a idéia de pegar toda a roupa e colocar bem longe para que agente saísse da piscina pra pegar, e mais uma vez Rodrigo deu o primeiro passo, com um pau duro por causa da situação, saiu da piscina arrancando gritos e muiiitos olhares para o pau dele que era um pau maior que o meu tinha uns 18cm, foi lá na churrasqueira e colocou a sunga que ficou apontando para o céu pois o pau estava em riste, eu segui depois e mais uma vez muitos olhares e gritinhos de êhhhhh, êhhhh, com os meus 16cm de pau, coloquei só a minha cueca não coloquei mais o short não tinha mais sentido, e logo depois foi Pedro com sua rola também de uns 16cm mais muito grossa, também saiu sobre gritinhos de êhhhh êhhhh e muitos olhares, também vestiu só a sua cueca e já chegando e beijando a Ana com muita gula, pegando ela pela mão e seguindo para o seu quarto, peguei minha Márcia também pela mão e fui seguindo atrás deles em direção ao nosso quarto Pedro estava abrindo a porta no corredor quando nos viu e disse deixa a porta aberta, pois hoje é minha vez de espiar e riu. Nisso a Márcia apertou forte minha mão e trincou os dentes de nervoso, abrimos totalmente a cortina e vimos Barbara de costas para Rodrigo e de frente para nós roçando a bunda no pau de Rodrigo que beijava seu pescoço e sua orelha, quando viu que agente tava olhando foi tirando o biquíni de Barbara que segurou um pouco no mesmo momento retirei a parte de cima do biquíni de minha esposa deixando aqueles peitos com bicos pequenos e pretos a mostra ela estava louca muito excitada, quando olho para o quarto vizinho está Ana completamente nua muito linda com a xaninha bem depiladinha só com um pouquinho de pelo em cima e Pedro beijando ela toda e olhando para agente com o pau na mão, Márcia tirou toda a roupa com a sua buceta grande e cabiluda ficou de costas para mim para poder ficar de frente ao quarto em que estava Pedro e Ana e colocou todo meu cacete dentro de sua xana, quando olho no corredor vejo Rodrigo e Barbara vindo nus para o nosso quarto me deu um frio no coração, não sabia o que fazer, ela sentou do nosso lado na cama e ele ficou em pé do nosso lado com aquele pauzão bem perto da boca de Márcia pois ela estava de costas para mim e com a cabeça para o final da cama olhando para Pedro e Ana, Barbara começou a chupar o pau de Rodrigo do nosso lado não conseguia colocar todo na boca pois era um pouco grande, me levantei e fui para a frente de Márcia e pedi para ela chupar o meu também lado a lado com Rodrigo, Pedro e Ana também vieram para nossa cama e ficaram na mesma posição, sentada e pois a rola de Pedro na boca, deitei Márcia e comecei a chupar a sua xaninha, Rodrigo colocou Barbara de quatro que ficou com os peitos bem pertinho de mim e de Márcia, enquanto Ana ainda chupava com vontade o pau de Pedro, gozamos muito nessa posição, depois termino de contar o resto de nosso carnaval espetacular.