Área Free

Exibicionismo

O que é o Exibicionismo

O exibicionismo é a prática onde o indivíduo tem prazer em se exibir seja com roupas ousadas, transando ou de outra forma.

Muitos casais curtem se exibir em locais públicos, entre outros locais. Quem curte fotos eróticas sempre curte fotografar em monumentos históricos, no meio de uma avenidade famosa, postos de gasolina, caixas eletrônicos ou até mesmo a frente de um carro de polícia, são atividades bem conhecidas entre os casais liberais.

Outros casais curtem transar ao ar livre, e neste aspecto as praias de nudismo Camboriu e Tambaba são points bem conhecidos pelos casais swingers. Claro, que com todo cuidado do mundo, até porque na teoria está prática não é permitida, pois as praias de nudismo tem suas políticas de boa vizinhança, mas sempre existe o jeitinho brasileiro.

Em clubes de swing isso se torna mais fácil, independente de rolar a troca de casais ou não, o casal liberal pode transar a frente de todos, seja em salas coletivas com pessoas ao redor observando, nos aquários, ou nas cabines com janelas de treliças.

Exibicionismo em um Clube de Swing

Nos clubes de swing e baladas liberais muitos casais onde a mulher é exibicionista é comum assistir um striptease no balcão do bar ou no pole dance da pista. Roupas ousadas e provocantes são um dos pontos fortes do exibicionismo.

Nas baladas liberais que são a versão light das casas de swing, muitos casais vão apenas para dançar e para a esposa se exibir, pois ainda não topam a troca de casais, então limitam se a curtir o exibicionismo e o voyeurismo.

Proibida a utilização parcial ou total de qualquer material deste site, sem a autorização dos administradores do site.

Exibicionismo (Fonte: Wikipédia)

Exibicionismo é um desvio sexual manifestado pelo desejo incontrolável de obter satisfação sexual no fato puro e simples de exibir os órgãos genitais a outros.

Pseudo-exibicionismo e distinções

Também a agorafilia não se constitui exibicionismo, pois esta consiste na prática sexual em local aberto, independente da existência de pessoas observando.

Outras acepções

Vulgarmente, por exibicionismo tem-se toda conduta que consiste em o indivíduo buscar fazer-se notar pelos demais. Neste sentido a palavra ganha diversos sinônimos e muitas vezes confunde-se com práticas comuns, muitas vezes alimentadas por regras de grupo (como ocorreria, por exemplo, em “bailes funks”, concurso de camiseta molhada, etc.) onde a conduta exibicionista e despudorada é não só incentivada, como valorizada.

Na gíria (Brasil), existem diversas expressões que definem pessoas de conduta exibicionista, como “perua” para mulheres que gostam de aparecer no vestuário, ou o jogador “mascarado”, no esporte.

Swing

Swing

Swing ou troca de casais, é um relacionamento sexual entre dois casais estáveis que praticam sexo grupal como uma atividade recreativa ou social.[1] Existem correntes que consideram o swing quando um casal adiciona um ou mais elementos numa relação sexual.

Tipos de swing

Soft Swing – troca de parceiros com caricias, beijos e sexo oral, não há penetração.

Hard Swing – troca de parceiros com penetração.
Conforme a interação entre os participantes o swing pode ser:

Sexo no mesmo ambiente com bissexualidade (masculino ou feminino)

Sexo no mesmo ambiente com troca de carícias, sexo oral mas sem troca na penetração

Sexo no mesmo ambiente com troca na penetração
Conforme a orientação sexual dos participantes o swing pode ser:

MFFM – swing entre mulheres bissexuais e homens heterossexuais

MFMF – swing entre mulheres e homens heterossexuais

FMMF – swing entre mulheres heterossexuais e homens bissexuais

MMFF – swing entre mulheres e homens bissexuais

Sobre o Site

Swing – Menage – Cuckold – Casais Liberais – Swingers

Você está em um site de Swing com muitas opções para quem curte a troca de casais, menage e o cuckold.

Em nosso site você encontra conteúdo personalizado com muito material sobre swing, menage, cuckold, voyeur, casa de swing, exibicionismo, voyerismo, gang bang, clubes de swing, festas liberais e muito mais…

Classifisex – Perfis de casais swingers, homens e mulheres liberais. Todos os perfis dos casais liberais são com fotos.

Sessão de Eventos de Swing – Dica das festas liberais e eventos swingers nas melhores casas de swing do Brasil.

Dica dos melhores Clubes de Swing e Baladas Liberais espalhados pelo Brasil.

Análises e novidades das principais casas de swing e festas de swing.

Bate Papo 24hs e Vídeo Chat com 12 câmeras, sempre com casais liberais, swingers e mulheres exibicionistas.

Mural de Recados para você marcar encontro com outros casais liberais e agitar sua festa swing, ou mesmo encontrar singles para menage.

Vídeos Eróticos – Sessão com vídeos completos para todos os gostos, além de vídeos de swing, vídeos de cuckold, vídeos amadores e muito mais.

Hot Links com inúmeros links de sites e blogs com dicas para casais iniciantes na troca de casais e novatos no menage.

Para quem ainda está curioso ou não sabe ao certo o significado de alguns termos:

Troca de Casais – Voyerismo – Exibicionismo – Casa de Swing – Balada Liberal

Swing – Conhecido popularmente como Troca de Casais

Menage a trois – Prática do sexo a três. Existe o menage masculino e o menage feminino

Gang Bang – Quando a mulher prática sexo com vários homens ao mesmo tempo

Exibicionismo – Quando a pessoa tem prazer em se exibir , seja com roupas ousadas, exibindo o corpo nu ou até mesmo transando.

Voyeurismo – Quando o indivíduo ( voyeur ) tem prazer sexual através da observação de pessoas.

Cuckold – É aquela pessoa que curte que o parceiro tenha prazer com outra(s) pessoas(s), curte observar (voyeur), ouvir ou saber sobre o fato. O voyeurismo tem grande relação com o cuckold.

Casa de Swing ou Clube de Swing – Casa noturna que funciona como point de encontro dos casais swingers, com muito ambientes coletivos e privativos para os casais liberais. Muito comum a prática do menage, troca de casais e o voyeurismo.

Balada Liberal – Casa noturna no formato da casa de swing, porém com um estilo mais light, mais moderno, indicado a quem apenas curte o ambiente liberal, mas não prática a troca de casais ou o menage.

Algo comum nestas baladas entre os casais liberais é o exibicionismo e o voyeurismo.

Casa de Swing no litoral

Casa de Swing no litoral

Olá… Somos um casal nada liberal, mas fantasiamos muito dentro de quatro paredes. Neste ano, nossa primeira férias juntos, 15 dias na praia, foi uma loucura, muito sexo e curtição, em uma das noites, fomos a uma casa de swing da cidade, convite este recebido na praia de nudismo em que estávamos, no primeiro momento até relutamos um pouco a idéia, mas o tesão e a curiosidade foi tanta que não resistimos… nossa, se soubéssemos que iria ser maravilhoso, teríamos ido muito antes….
Bom na chegada muita azaração.. muita música, casais bonitos, tudo nos chamava a atenção, muitas rizadas, muitos flertes….após o show de strip, as pessoas começaram a sair da pista de apresentação e isso nos chamou a atenção, fomos ver o que rolava… e oq rolava éra muito sexo… nos espantamos no inicio, mas após algumas investidas de casais sobre nós, chegamos a um acordo.. vomos curtir esta noite ao máximo, ninguém nos conhece aqui… nos olhamos deixamos as emoções aflorirem….
Nossa… meu marido foi muito assediado e eu então.. perdi o número de vezes as pegadas em minha bunda e meus seios…foi até q nos deixamos possuir pelo prazer, nos entregamos um ao outro em uma das salas escuras e qdo menos esperavamos três rapazes na média de 35 a 40 anos mais ou menos se aproximaram de nós e vendo nossa excitação, pois já estavamos transando, chegaram perto e começaram a passar a mão em mim e a me pegar, no primeiro momento relutei um pouco, mas não pude resistir qdo meu marido disse, deixa eles te tocarem… nossa aquilo soou em meu ouvido como uma musica de ninar…
Me entreguei aos machos q me rodeavam…. meu marido saiu e ficou a observar e falou a eles: façam dela oq quiserem sei q esse é o desejo dela…
Meus braços amoleceram, não sentia mais minhas pernas, só sei q fui pega e levada as alturas… fui “comida” mas muito bem “comida” pelos 3 machos,,,
Huuuu só de lembrar aquelas picas… enormes, duras, grossas, meu marido ficou sentado ao lado olhando e se masturbando enquanto eu ia sendo enrrabada pelos 3 brutamontes, nossa qta pica em meu corpo, dupla penetração.. sentia seus corpos suados e musculosos…. q loucura….
Qdo terminaram de me comer, eu estava toda lambusada de porra, me largaram novamente na mesma posição em que me pegaram e pediram para meu maridinho vir comer a vagabunda dele…
Meu marido veio com uma volupia só, eu não acreditei, mas a excitação dele era tanta q lambia a porra deixada e me chamava de putinha, veio e me comeu por mais um bom tempo…
Nunca fui tão bem servida como naquela noite… já combinamos que iremos repetir a dose neste próximo verão, mas por mais de uma noite…
Bjs espero encontrar vcs por aqui….

Swing do Virtual pro Real

Swing de verdade

Depois de realizar um ménage, estávamos curiosos para fazer um swing. Após anunciar em vários sites, recebemos dezenas de e-mails. A maioria era de homens sós, ou de homens sós se fazendo passar por um casal. Aconteceu também de supostos casais marcarem encontro e na hora não aparecerem. Assim, já estávamos quase desistindo quando recebemos um e-mail de um casal, Guto e Tábhata. Percebemos que esse casal era diferente, pois eles, logo de cara, mandaram o telefone para contato.
À noite, quando as crianças já tinham ido para a cama, ligamos para eles. A Gabi falou com ele e o achou simpático. Eu também fiz questão de falar com a Tábhata, até para saber se ela existia mesmo.
Era uma sexta-feira. Acabamos marcando um encontro para o domingo à noite, às 20 horas, em um restaurante daqui de Piauí. Chegamos lá 10 minutos antes do tempo e não havia ninguém. Tivemos medo que fosse mais um casal de furões, mas resolvemos dar uma volta. Quando retornamos, o carro deles estava lá. Parei atrás do carro deles e a Gabi foi marcar um outro local. Quando voltou, estava empolgada. Ele, apesar de ter 40 anos, parecia um garoto e ela era muito bonita, com longos cabelos cacheados loiros.
Fomos para outro restaurante. Lá pudemos nos conhecer melhor e descobrimos que eles eram muito simpático e, o que é muito importante, com ótimo nível cultural. Pode parecer que não, mas esse é um item que influencia na cama, especialmente para a Gabi.
No final do jantar, Guto nos perguntou: e aí, vamos cada um para casa, ou continuamos juntos?
Confesso que me surpreendi quando a Gabi sugeriu que continuássemos juntos. Afinal, ela mesma havia dito que esse primeiro encontro era só para conhecer os dois. Ela tinha mesmo simpatizado com ele. E quanto à Tábhata, eu podia imaginar o mesmo pela maneira como ela me olhava.
Deixamos o carro deles em um estacionamento e fomos para o Motel em nosso carro. Lá, surpreendentemente, não houve muito acanhamento. Em pouco tempo, Gabi estava no colo de Guto, beijando-o sofregamente.
Tábhata queria tomar um banho e eu não me fiz de rogado: também fui tomar banho. No chuveiro, pude observar melhor seu corpo: ela era encorpada, mas não gorda. Ótimo para mim, que não gosto de mulheres muito magras. Tinha ancas enormes, do jeito que gosto. Embora ela não gostasse deles, seus seios também eram muito bonitos, e também muito gostosos, como logo percebi, pois em questão de segundos eu os estava sugando. Nós lavamos um ao outro, aproveitando para nos acariciar.
Quando retornamos ao quarto, Gabi estava sentada na cadeira erótica e Guto estava sugando seu grelinho. Ela gemia e balançava as ancas.
Eu aproveitei para dar um banho de língua em Tábhata. Beijei seu corpo inteiro, parando nos seios e no grelinho. Logo mudamos de posição e ela passou a me acariciar e chupar o meu pau. FeGabimente a camisinha estava à mão, pois ela estava doida para experimentar o meu pênis em sua xoxota. Por cima de mim, ela se movimentava enquanto, ao nosso lado, Gabi e Guto chupavam um ao outro.
Tábhata tinha tomado muita cerveja e foi ao banheiro fazer xixi. Nisso Gabi pediu que eu a penetrasse na posição de cachorrinho. Minha esposa ficou de quatro na cama enquanto eu, em pé, metia na sua xoxota. Tábhata aparentemente gostou do que viu, pois, assim que Gabi voltou para o Guto, ela pediu para também ser penetrada nessa posição. Fiquei impressionado com a resistência dela. Ela em pé, com o tronco inclinado sobre a cama, agüentou minha pica durante mais de meia-hora. Acredito que a beleza da mulher se revela enquanto ela transa. Cada mulher fica bonita em uma posição. A Gabi fica bonita enquanto está sentada na cadeira erótica e entrelaça as perninhas ao redor da cintura do homem enquanto ele a come (o que aliás, logo ela estava fazendo com Guto). A Tábhata ficava bonita naquela posição em que eu a estava comendo. Sua coluna fazia uma suave ondulação de potranca que era lindo de se ver.
Guto e minha esposa foram tomar banho e nós dois lá. Eles voltaram, começaram a se bolinar e nós dois lá, na mesma posição. Eu literalmente estava pingando suor. Depois ela se deitou na cama e eu a continuei comendo por trás, quando ela me revelou que já tinha gozado, mas queria que eu a comesse mais. Ao nosso lado, Guto marturbava a xoxota da Gabi e chupava o seu cuzinho. Em certo momento, Gabi me pediu que fosse tomar banho e voltasse para praticar uma dupla penetração. Me vi em uma situação difícil, pois a Tábhata queria que eu continuasse. Depois de algum tempo, fui tomar banho e voltei para a DP. A idéia era Guto, que tem o pênis menor, penetra-la por trás enquanto eu comia sua xaninha. Mas logo percebemos uma dificuldade: Não havia gel lubrificante no motel. Ele até tentou penetra-la sem gel, mas foi impossível. Resolvemos fazer uma DP diferente: os dois na xoxota. Eu deitei na cama, a Gabi sobre mim e ele veio por trás dela, metendo em sua xoxota junto comigo. Infelizmente a posição não era das melhores e meu pênis acabou saindo. Fiquei lá, beijando minha esposa, enquanto Guto investia sobre sua xoxota.
Depois os dois foram de novo para a cadeira. Eu e Tábhata ficamos observando enquanto Guto chupava a xaninha de minha esposa. Mais tarde minha esposa me revelou que nunca viu alguém tão hábil com a língua.
Não sabia para o que olhava, se para os dois transando ou para Tábhata. Com seus cabelos cacheados loiros caídos sobre os seios, ela parecia uma pintura renascentista.
À certa altura ela me perguntou se ainda tinha camisinha, pois queria ser penetrada de novo. Ela se deitou de costas e eu a penetrei de frente. Levantei suas pernas e ficamos nessa posição, que permite uma penetração profunda.
Nisso Gabi urrava de prazer sob a língua de Guto. Quase ao mesmo tempo em que ela gozava eu fazia o mesmo sobre o peito de Tábhata.
Ao contrário de nossos temores foi uma noite muito agradável. Guto e Tábhata são pessoas alegres e inteligentes, o que certamente contribuiu para o sucesso do swing.

Eu e Ela no Clube de Swing

Eu e Ela no Clube de Swing

Eu me chamo Beto e minha esposa Julia, moramos em São Paulo, somos casados há 12 anos, com filhos, ela é baixinha, 1,52, 48 kilos, peitos pequenos, cabelos longos e depilada, eu 1,80, 90 kilos, ambos morenos claros, sempre quando transávamos fantasiamos uma terceira pessoa, sendo um homem e/ou uma mulher. Um dia na navegando pela internet observamos algumas casas de swing e ficamos conversando por um bom tempo, até que marcamos um dia para conhecer, ficou claro entre nós que nada rolaria, apenas iríamos para conhecer e matar a curiosidade.

Chegou o dia ela se arrumou e se perfumou. Colocou uma saia um pouco justa, mas dava um realce à sua bunda e uma mini blusa, neste dia ela já tinha se depilada toda.

Bem chegamos no local, em Moema, fomos bem recebidos, nós já tínhamos reservado uma mesa e lá ficamos, o hostess da casa nos explicou como funcionava e mostrou os ambiente. Pois bem ficamos lá na mesa tomando alguns drinks, conversando e observando os casais que iam chegando. Chegamos lá as 23:00, bem na hora do movimento, quando deu 00:20, levantamos da mesa e fomos ver o que acontecia nos outros ambientes.
Passando pelos corredores, vimos várias salinhas com treliças e lá casais no maior amasso, ficamos observando até a troca deles, íamos mudando de salas até que chegamos em uma totalmente escura e lá cheio de pessoas, entramos e ficamos encostado em uma parede, ficamos observando os casais próximos todos transando, fiquei enconstado encoxando ela, bem ao nosso lado tinha duas mulheres chupando um homem, falei pra ela que adoraria estar no lugar do rapaz, ela deu uma risadinha de lado, logo ele gozou e os três saíram, ficamos no mesmo lugar dois casais sentaram no lugar desocupado, ficaram dando uns amassos, uma das mulheres levantou e saiu, a outra ficou chupando os dois homens, alternava um e outro. O tesão entre nós era grande, virei ela e comecei a beijá-la. Quando ela sentiu uma mão acariciando sua bunda, ela tomou um susto e disse que queria sair dali, disse a ela para ficar tranqüila, porque isso era normal lá dentro, pois bem, ao nosso lado encostou um homem que aparentava uns 38 anos, ele estava se masturbando lentamente. Ela viu e ficou olhando, voltou a me beijar e o homem de vez enquando passava a mão na bunda dela, ela ficou observando o homem se masturbar e disse pra mim, é um pouco grande o pau dele né. Disse a ela se ela estava com vontade de transar, ela disse que não, não estava pronta para tal façanha, ela se virou, continuei encoxando ela, o homem ao lado passava a mão na perna dela, de repente, ela começou a masturbar o cara, ele se aproximou mais e ela acelerava, o cara falou algo ao seu ouvido e ela respondeu negativamente, fiquei só observando, e ela começou a acelerar a punheta, o cara já estava explodindo no gozo, quando ela percebeu que ele iria gozar, levantou um pouco a saia e ele gozou em toda sua perna, assim que acabou ele foi embora. Ela disse que gostaria de ir ao banheiro se limpar. Acompanhei até a porta e fiquei esperando-a no corredor, quando saiu me deu um beijo e disse que tinha gostado da experiência, disse para acharmos um reservado com treliças, achamos um e entramos, ficamos nos beijando, ela sentou-se no pequeno sofá e tirou meu pau pra fora e começou a me chupar, eu não posso reclamar, ela chupa como ninguém, e comecei a reparar que tinha algumas pessoas nos observando, ela de repente parou e disse para esperar, saiu da sala em poucos segundos voltou com um outro rapaz, ela disse a ele que ele deveria apenas observar a, caros leitores, ela pegou o meu pau e chupava como ninguém, ela se levantou e ficou de quatro, quando tinha ido ao banheiro já tinha voltado sem calcinha, e mostrou pra mim e para o rapaz sua xoxota e cuzinhos totalmente depilados, ficamos passando a mão e beijando sua bunda e xoxota, ela disse para parar que gostaria de ver os dois paus gozarem na perna dela, ela começou a chupar meu pau e o rapaz a masturba-lo, ele até tentou insistir para ela chupar, mas ela recusou, continuou me chupando até que eu não agüentei e avisei comecei a gozar em suas pernas, acabei de gozar sai pro lado e ela continuou a punhetar o rapaz, ela pegou uma camisinha colocou no pau do rapaz e começou a chupa-lo logo ele disse que iria gozar, ele arrancou a camisinha e ele gozou em sua perna. Saímos do reservado para o banheiro. Demorei um pouco, quando voltei vi um homem conversando com ela, voltamos para a mesa e com homem. Ele se apresentou como Fábio, tinha 45 anos, era casado, e disse que sua esposa estava la no reservado com casais, ele disse que tinha adorado o que viu nas treliças, e ficamos batendo um longo papo a certa hora falei pra minha esposa que iria ao banheiro e retornava, na minha volta a mesa, olhei e lá estava ela com a mão no pau do homem, ele se virou e disse que ela tinha mãos de fada, que sabia segurar em um pau, disse pra ele ficar a vontade, ela mais uma vez fez mais um homem gozar, mas este gozou em sua mão, ele se despediu e saiu. Na volta pra casa ficamos comentando e ela disse que nunca viu tanta porra, ela adorou. Ainda fomos a outras casas de swing, evoluímos muito mais do que somente sexo oral, mas deixo pra contar outro dia, como agora tenho uma mulher super liberal e minha musa em casa.

Está pensando em ir em uma Casa de Swing?

Está pensando em ir em uma Casa de Swing?

Não sabe por onde começar?

Segue algumas dicas básicas:

1) Pesquise sobre quais casas de swing tem em sua região, consulte o site, facebook, twitter e veja a proposta que mais lhe agrada.

Se não tiver muitas opções, ou nenhuma em sua região, ao pensar em suas férias de verão ou nos feriados prolongados, marque sua viagem para uma cidade que tenha alguma casa de swing, em geral as grandes cidades ou capitais.

Muitos casais que moram em cidades pequenas, deixam para curtir apenas quando viajam para as capitais, pelo fato de ter sua privacidade totalmente garantida.

2) Veja sua programação e se existe um dia mais indicado aos casais iniciantes no swing.

3) Finais de semana são mais lotados, porém uma festa com mais de 150 casais liberais pode ao contrário do que pensam ser bom, assustar o casal iniciante. Talvez um dia mais tranqüilo, no meio da semana seja mais indicado para quem vai pela primeira vez.

4) Veja quais ambientes a casa de swing possui, se possui áreas privativas, caso o casal fique excitado com tudo que observou, podem curtir a dois em uma cabine fechada, sem interferência de outros casais swingers ou pessoas desacompanhadas.

5) Estando na casa de swing circule por todos ambientes, observe os outros casais swingers, como abordam os outros casais, como se comportam, e se tiver oportunidade de conversar eles, faça-o.

Não tenha medo de dizer que é iniciante e que está ali por curiosidade, e muito menos tenham medo de dizer NÃO se alguém tentar algo no qual você não esteja afim.

6) Vale a pena chegar cedo, aproveitar a pista de dança, ver os shows de striptease e todo o resto.

7) Muitas casas de swing possuem promoções e flyers com descontos, se informe sobre.

8) Reservas em geral não são necessárias, mas se vocês gostam de beber algo, é bom ligar com antecedência de alguns dias e fazer uma reserva de mesa.

A principio a idéia é essa, em momento nenhum estamos falando, para o casal ir e já sair transando com todo mundo que passar na frente, muito pelo contrário, tudo a seu tempo.

Conversem em casa antes sobre o assunto, definam quais os limites de cada um e para qual propósito estão indo. Se estiver tudo bem combinado, boa sorte e bom divertimento.

Quer saber mais sobre os Casas de Swing? Acesse sempre nosso blog.

Escrito por Erotikos

Proibida a utilização parcial ou total de qualquer material deste site, sem a autorização dos administradores do site.